Bio

O Grupo Cultural Pé de Cerrado celebra, em 2019, 20 anos de trajetória. Com a missão de pesquisar, preservar e divulgar a cultura brasileira, o grupo já se apresentou em diversas cidades pelo Brasil. O Pé também realizou shows na Europa, onde representou a cultura brasileira no projeto “Brasil Junino”.

São 20 anos de intensa pesquisa, convívio e parcerias com grandes mestres, entre eles Dominguinhos e Quinteto Violado. Além de muitas participações especiais e produções paralelas, o grupo já gravou 3 CDs, 2 DVDs e montaram mais de 7 espetáculos, sendo o trabalho infantil o mais atual.

Entre 2002 e 2003, o Pé executou o projeto Ensaio Aberto, que atraiu para a AABR mais de 2 mil pessoas todas as quartas-feiras durante um ano. O Evento contou com a participação espontânea de músicos consagrados, como Hermeto Pascoal, e marcou uma geração inteira num evento que é frequentemente relembrado pelo público que o vivenciou.

A partir daí, foram mais de 30 projetos realizados nos últimos anos, entre shows, ocupações de espaços públicos com convidados especiais, tributos, festivais, promoção e ensino da cultura popular, oficinas para o público infanti-juvenil, parcerias com os povos indígenas, projetos sociais. Todos realizados em diversas regiões administrativas, numa proposta de descentralização da cultura do DF, levando arte onde as pessoas têm pouco acesso a ela. As ações do grupo também se destacam pela atuação na RIDE, em que levam seus espetáculos também para cidades do Goiás, com destaque para a Chapada dos Veadeiros.

Convidados para participarem de festivais nacionais e internacionais, os convites sempre se apresentam numa proposta de representação da cultura brasileira e brasiliense. O Pé de Cerrado se sente honrado em ter o papel de representante da mais genuína cultura popular brasileira confiado ao grupo.

Numa proposta universal, os eventos do Pé alcançam uma variedade de público raramente vista. Pessoas de diversas idades e classes sociais se unem para se divertir, num encontro de gerações, compartilhando momentos de fraternidade e de alegria. A participação do público e as longas gargalhadas se tornaram marca registrada dos espetáculos.

Tem música para dançar, pra rir e pra se emocionar. É circo, teatro, dança, poesia e folclore. Canções populares, autorais, instrumentais e releituras. Tem show pra assistir sentado e aquele em que ninguém fica parado. E assim, pesquisando a cultura popular brasileira, trazendo o que ela tem de mais encantador, num compromisso com o tradicional, que é apresentado de forma inovadora e contemporânea, o Pé de Cerrado conquistou o reconhecimento da comunidade brasiliense e está cheio de novos projetos para os próximos anos. Pablo Ravi, Bruno Ribeiro, Fernando Rodrigues, Bruno Berê, Pedro Tupã, Davi Abreu, Clênio Guimarães e Renato Nunes. Além de talentosos multi-instrumentistas, são professores e integrantes do Pé de Cerrado. Não se pode deixar de lembrar a parceria com os Palhaços Irmãos Saúde, que há 10 anos é sucesso absoluto.

Em 2015 o Pé de Cerrado foi indicado pelo MEC para ser apresentado às crianças da educação infantil nas escolas do Distrito Federal. Em 2018, conquistaram o prêmio “Cultura e Cidadania, pelo reconhecimento da relevância cultural de seus trabalhos para o DF. O grupo também foi reconhecido como ponto de cultura. Para comemorar os 20 anos de história do Pé de Cerrado, tem lançamento do DVD infantil. Tem figurino, chapéus e cenários novos feitos à mão pelos próprios integrantes. Um trabalho longo, de bordados complexos, que demonstram a dedicação a esse trabalho que completa duas décadas de existência.

 

PRÊMIOS

Prêmio Sesc Tom Jobim (2007): A música “Viva o Côco” foi uma das 12 músicas selecionadas para fazer parte do CD do SESC que compilou as melhores canções que concorreram à premiação em 2007.

Melhor trilha sonora na Mostra de Cinema B.O (2013): O grupo conquistou o prêmio de melhor trilha sonora com o filme “Severino quer Gravar”, que foi destaque da Mostra.

Prêmio Dulcina de Moraes (2014): Em 2014, o grupo conquistou o prêmio Dulcina de Moraes pelo FAC, com direito à montagem de novo espetáculo. E assim, foi montado o espetáculo Pé de Moleque!

Prêmio FAC Cultura e Cidadania (2018): Esse prêmio ocorreu em reconhecimento da relevância do grupo para a categoria de Culturas Populares no DF. É um dos prêmios mais importantes do Pé de Cerrado, pois ele destaca sua atuação em todo o Distrito Federal e reconhece as inúmeras ações do grupo executadas nos últimos anos a fim de fomentar e fortalecer o cenário cultural da capital. Esse mesmo prêmio tornou o Pé um ponto de cultura.

REPRESENTANDO O BRASIL NO EXTERIOR

Selecionados para representar a cultura brasileira no exterior, o Pé de Cerrado levou, em 2017, a riqueza da cultura do DF para Portugal e Espanha, no projeto “Brasil Junino”, em que realizaram 24 ações, entre shows e intervenções culturais.

A diversidade de performances e de espetáculos do Grupo Cultural Pé de Cerrado possibilita apresentações em diversos eventos, em muitos formatos e para públicos variados. Essa é uma das marcas do grupo, que democratiza o acesso à mais genuína cultura popular brasileira.